Biodiversidade

Dos 107 mil hectares que fazem parte do Grupo Agropalma 64 mil são ocupados por de reservas florestais protegidas, onde são proibidas atividades de caça e pesca, o que possibilita a manutenção dos processos ecológicos dentro dessas áreas. A proteção é feita por meio do Programa de Proteção das Reservas Florestais, que possui uma equipe de vigilantes florestais dedicadas exclusivamente a fazer a vigilância das fronteiras e a fiscalização das áreas de floresta, coibindo a atuação de caçadores, extratores de material vegetal e madeireiros.

Com o objetivo de verificar a eficácia da vigilância e melhorar o conhecimento sobre as reservas florestais, a organização implantou o Programa de Levantamento e Monitoramento da Biodiversidade. O projeto teve início em 2004, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP) e atualmente é realizado em parceria com a ONG Conservação Internacional do Brasil.

Até o momento, o Programa de Levantamento e Monitoramento de Fauna já registrou:

  • 449 espécies de aves, dentre elas, 6 ameaçadas de extinção;
  • 62 espécies de mamíferos de médio e grande porte, 6 delas ameaçadas de extinção;
  • 57 espécies de répteis;
  • 46 espécies de anfíbios.
Fechar