Meio Ambiente e Desenvolvimento Social

O grupo Agropalma atua na Região Amazônica, na maior floresta tropical do mundo, correspondente a quase 60% da área do Brasil e considera a sua preservação fundamental para o planeta. Nesse contexto entende que a execução dos processos que compõem sua cadeia produtiva está diretamente ligada ao desempenho das pessoas da organização em um contexto de responsabilidade social e de respeito ao meio ambiente.

 

 

 

 

 

Desde o final da década de 90, a organização investe na melhoria do seu desempenho socioambiental, por meio de:

  • Adaptação de processos internos;
  • Elaboração de diagnósticos sociais e ambientais;
  • Parcerias com ONGs;
  • Implantação e certificação do Sistema Integrado de Gestão em todas as atividades produtivas;
  • Obtenção de certificações socioambientais e orgânicas;
  • Desenvolvimento e implantação de programas e projetos que visam a proteção do meio ambiente e o desenvolvimento socioeconômico das comunidades envolvidas com o empreendimento;
  • Comprometimento com a adoção das melhores práticas de manejo do solo, visando manter sua fertilidade e minimizar a erosão, por meio da utilização de adubação verde, fertilização orgânica e mineral conforme a necessidade da cultura e exclusão de solos impróprios para o plantio (ex. terrenos íngremes, solos arenosos, etc.);
  • Compromisso de nunca usar qualquer agroquímico classificado pela Organização Mundial da Saúde como tipo 1A ou 1B, ou agroquímicos listados nas Convenções de Estocolmo ou Roterdã;
  • Respeito aos direitos humanos incluindo aqueles estabelecidos na Declaração Universal dos Diretos Humanos (ONU, 1948) e na Declaração da OIT sobre os Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho (OIT, 1998);
  • Reconhecimento e respeito aos direitos legais, de uso e costumes que as comunidades indígenas, tradicionais e locais possuem sobre as terras que ocupam, bem como o respeito ao direito de exercerem suas atividades conforme a cultura e os costumes tradicionalmente estabelecidos, em acordo com a Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas (2007) e convenções internacionais correlatas.

Dentre os vários aspectos ambientais importantes para a Agropalma, a gestão dos recursos hídricos merece uma atenção especial. Estamos comprometidos otimizar o consumo de água e assegurar sua qualidade. Nossa meta de consumo, desde 2011, é de 4,5 toneladas de água para cada tonelada de óleo produzida. Conforme observado abaixo, desde 2013, o consumo médio de água vem subindo, e no ano de 2016, a meta foi ultrapassada. Essa situação foi causada pela inauguração da nova indústria de extração PARAPALMA, em meados de 2015.

A grande quantidade de água consumida na construção da nova indústria nos dois anos anteriores, o período de ajustes que se estendeu até 2016 e o fato da nova planta ainda não ter atingido sua plena capacidade de processamento são as principais causas dessa situação. Contudo, ao invés de se conformar com o novo cenário, a equipe industrial está enfrentando o desafio de trazer o consumo de água para dentro da meta em 2018, por meio da adoção de novas tecnologias e práticas de gestão que visam reduzir o consumo de água, mesmo enquanto a nova indústria não atinge sua plena capacidade.

Em relação aos efluentes das indústrias de extração, estamos comprometidos a fazer o melhor uso econômico deles e minimizar o risco de contaminação dos cursos d’água. Por isso, usamos 100% dos efluentes tratados como fertilizantes líquidos em nossas plantações, ou seja, temos zero lançamentos de efluentes das indústrias de extração nos corpos hídricos. Ainda, conforme registrado em nossos relatórios de sustentabilidade, monitoramos os níveis de fósforo e nitrogênio em 8 cursos d’água cuidadosamente escolhidos. Esse monitoramento tem o objetivo de verificar se nossas plantações e indústrias de extração estão causando algum dano à qualidade das águas. Nesse caso, a meta é atender os limites legais de 3,7 mg/L para nitrogênio e 1,0 mg/L para fósforo. Como pode ser observado nos relatórios sustentabilidade, essas metas estão sendo atingidas.

 

Fechar